Oficina de Criação de Cartaz Punk em Formato Digital

Oficina de Criação de Cartaz Punk em Formato Digital ////

Já pensou em aprender sobre a cultura dos cartazes punk?
Através desta oficina você poderá entender um pouco mais sobre a história dos cartazes punk até os dias atuais e ainda desenvolver seu próprio cartaz no Photoshop, obter dicas essenciais para a produção e principalmente viajar nesse mundo musical gráfico.

A Oficina surgiu a partir da ideia de unir o Design Gráfico com a música Punk/Hardcore, procurando entender o contexto de criação e a filosofia dos cartazes punk desde suas origens, conhecendo novas ferramentas para desenvolver esses trabalhos, sobretudo, colocando a mão na massa!

O que você aprende nessa oficina? A oficina é separada em duas partes:

• A primeira é teórica, onde estudamos sobre a história dos cartazes punk seguido uma linha do tempo que passa pelas décadas de 60, 70, 80, 90 e até os dias atuais; softwares; dicas sobre abertura e fechamento de arquivos; e, referências de artistas e impressos.

• A segunda parte é prática: desenvolvimento de um cartaz em grupo utilizando o Photoshop com a finalidade de aprender sobre as funcionalidades do programa e, logo após, cada participante da oficina faz seu próprio cartaz.

Para acontecer essa oficina é essencial que @ alun@ tenha um notebook com o Photoshop instalado, que é o programa usado para a atividade.

Qualquer pessoa pode participar, desde que tenha o material pedido para a oficina e tenha vontade aprender sobre cartazes punk, independente da idade ou experiência prévia com o software.

 

Para dúvidas, interesse ou parceria você pode entrar em contato através dos contatos:

Facebook: /orubrica
Instagram: @orubrica
E-mail: felipefogacaxxx@gmail.com | rubricaposters@gmail.com
Celular: 15 99786-6902

 

[NEM MAIS UM GOLE] – Entrevista com Andreza Poitena

Andreza, 43 anos, é entre outras coisas, punk, anarquista e autodidata. Abandonou o futebol profissional pelo universo que o punk lhe proporcionava, montou e monta bandas, espaços subversivos, subverte a […]

Leia Mais

[NEM MAIS UM GOLE] – Entrevista com Cibele Minder

Meu nome é Cibele Minder, tenho 32 anos, sou uma sapatão de São José dos Campos, mas vivo atualmente na capital $P. Trabalho como luthier, consertando e construindo instrumentos de […]

Leia Mais

[NEM MAIS UM GOLE] – Entrevista com Carol Rocha

Carol Rocha, 28 anos, vegan e straight edge, bissexual. Diagramadora, às vezes ilustradora, ex-baixista e agora vocalista da Gulabi. Metaleira que ama kpop e odeia metaleiro.     Leo Cucatti: […]

Leia Mais

[NEM MAIS UM GOLE] – Entrevista com July Salazar

Olá, meu nome é July Salazar, tenho 30 anos, vivo em Lima, Peru, sou graduada em administração e negócios internacionais, trabalho em um provedor de suprimentos abrangente, tenho uma banda […]

Leia Mais

[NEM MAIS UM GOLE] – Entrevista com Leo Mesquita

Trabalhador comum brasileiro tentando sobreviver. Guitarrista e vocalista da banda Surra. Vegan sXe sem ilusões de um mundo perfeito. Já passou meses sem lavar o cabelo.   Leo Cucatti: Quando […]

Leia Mais

[RESENHAS CÁUSTICAS] MORE THAN THE X ON OUR HANDS

[RESENHAS CÁUSTICAS] MORE THAN THE X ON OUR HANDS – A WORLDWIDE STRAIGHT EDGE COMPILATION (2000) Commitment Records   Box set dividido em 6 vinis 7″, sob a iniciativa de […]

Leia Mais