Entrevista: Conversa com Lívia Pin do Bus Ride NotesPor: Murillo

Conversamos com Livia do Bus Ride Notes (busridenotes.com.br), Blog importantíssimo que nos inspira a fazer conteúdo para internet, falamos sobre a origem do site, o underground no interior do Estado e cooperativismo, confere ai:

Como começou o Bus Ride? Qual a história por trás?

Livia Pin: Eu já tive blogs sobre música e colaborei com outros e algumas publicações online, pela última vez em 2015. em 2019 voltou uma vontade de falar sobre isso, já que surgiram bandas demais, e daí surgiu o Bus Ride.

Quis que o nome do site fosse uma referência a bandas clássicas de punk/hc do brasil. pesquisando isso, vi a música “Bus Ride Notes” do garage fuzz (de um dos discos que mais gosto da banda) e caiu como uma luva. hoje rolam várias brincadeiras com esse nome.

 

Quais blogs anteriormente você participou? 

Livia Pin: Os mais divertidos foram a six seconds, que tinha layout de revista mesmo, era publicada no issuu. e o site calliope magazine, conheci pessoas legais lá.

 

 

Bus Ride é da vem da onde? Como começou tudo?

Livia Pin: começamos em junho de 2019

Sempre quis que o Bus Ride fosse colaborativo, primeiro pq eu acho que o conteúdo fica mais interessante e segundo, por muito tempo quando eu era “jovem” haha, eu procurei esses sites, por algum motivo eu não queria fazer o meu. então se você gosta de escrever sobre música, é só entrar em contato, vamos ver se as ideias batem. o Bus Ride vai sempre ser colaborativo.

Eu sou de São José do Rio Preto (SP), o Lucas, que colabora com as artes mora em Brasília há muito tempo, mas é de Jaboticabal (SP). Junio, Fernando e o Carlos que colaboram esporadicamente com textos e entrevistas são respectivamente de Brasília, Vitória (ES) e Rolândia (PR)

Acho que tem meio aquela coisa de “Seja quem você precisava ter tido de exemplo quando era adolescente” haha.

 

Sobre as discografias, como começou essa ideia? pode contar um pouco mais sobre?

Livia Pin: Um dia conversando com o Lucas eu disse: nossa, tem muita banda aqui no interior de SP né? Daí começamos a fazer uma lista dessas bandas. coisa de um ano depois a lista tinha quase 300 bandas na ativa. decidimos então fazer vários volumes de uma coletânea. dividimos por gênero musical e disponibilizamos no Bandcamp, pois muitas bandas não tem músicas nos streams. “Discografia Caipirópolis” foi o nome provisório de brincadeira que demos pra lista, mas acabou ficando.

 

Como é/foi a pandemia para os processos de vocês? um grande impedimento?

Lívia Pin: A pandemia não afetou quase nada o Bus Ride. eu sempre morei aqui na região e, fora rio preto, são todas cidades pequenas onde há uma certa falta de cultura se você não liga pra sertanejo. então a internet sempre foi uma grande ferramenta pra mim, tanto pra encontrar ideias e sites, quanto para conhecer pessoas. então o Bus Ride já começou com esse aspecto de “distanciamento social”, fizemos tudo à distância desde o começo.

 

Quais os planos para o futuro do Bus Ride?

Lívia Pin: Os planos são continuar a divulgar esse monte de banda massa que tem surgido. hoje tem muitas bandas independentes/underground e, mesmo existindo vários sites, páginas, canais no youtube, etc, elas ainda pouco se repetem neles, precisamos de mais pessoas falando sobre música.

mais especificamente, eu gostaria de ter um canal estilo audiotree, não sei fazer eventos, mas conheci bastante gente através do Bus Ride, espero poder fazer essas conexões (venham tocar aqui em caipirópolis!), ter um selo é uma ideia que acho muito interessante, mas no momento não tenho tempo nem dinheiro pra investir nisso.

 

Site/Matérias

Discografia Caipirópolis

Bandcamp

Instagram

Twitter

[FAIXA A FAIXA] Eskrota – T3RROR

  O T3RROR é um álbum filho da pandemia, quando a banda estava parada e apenas compondo à distância. A ideia de fazer um álbum sobre filmes de terror não […]

Leia Mais

[RESENHAS CÁUSTICAS] PRESTO? – S/T (1999)

O hardcore em São Paulo nos anos 90 tem bastante importância e relevância até os dias de hoje. De nomes a Againe e Small Talk passando por No Violence, Paura […]

Leia Mais

[RESENHAS CÁUSTICAS] Bad Brains – Live at CBGB 1982

A 1ª onda do hardcore americano nos trouxe bandas que são influentes até hoje. Citemos nomes como Teen Idles, Black Flag, Circle Jerks e MDC. E uma das pioneiras da […]

Leia Mais

[RESENHA] Losing Touch – Nosedive

Após um hiato de 2 anos desde seu último EP, Losing Touch é o novo material da Nosedive, banda de hardcore de Bauru-SP. São 5 faixas gravadas entre agosto e […]

Leia Mais

[Resenha] Medida provisória

Por: Marco Sartori No teatro de absurdos do Brasil de 2022, rir de nossas próprias desgraças é o melhor remédio. Com isso em mente, Lázaro Ramos adapta uma peça de […]

Leia Mais

[RELEASE] Mar de Lobos – Pancada

A banda de rock alternativo Mar de Lobos, lançou em abril de 2022 seu mais novo álbum intitulado “Pancada”. O álbum aborda todo o contexto da consciência social, questões pessoais […]

Leia Mais