V/A Sangue Preto – Nossa Luta Contra o RacismoPor: Felipe Fogaça

A coletânea “Sangue Preto – Nossa Luta Contra o Racismo” é um projeto coletivo entre bandas, artistas, fotógrafos, selos independentes e pessoas envolvidas no meio hardcore punk, unidas na proposta de passar uma mensagem reflexiva sobre questões raciais, violência policial, homofobia e desigualdades sociais.

Diante deste momento histórico desastroso, em que os problemas da sociedade contemporânea se personificam cada vez mais, não podemos nos calar: o genocídio do povo preto e a ascensão do fascismo no Brasil e no mundo precisam ser denunciados das mais diversas formas.

 

 

Inicialmente, para ilustrar a capa da coletânea, pensamos em usar a icônica imagem da delegacia em chamas na cidade de Minneapolis nos EUA. Porém, queríamos um fato da nossa realidade, do nosso país, algo nosso!

Assim, de forma coletiva, chegamos ao resultado da capa contendo rostos de personalidades brasileiras históricas da luta contra o racismo.

Em referência à imagem da delegacia em chamas, fica uma boa reflexão da Natália Matos, vocalista da banda Punho de Mahin: “Uma das imagens mais importantes do ano de 2020 e com muitos significados. A revolta precisa insurgir e emanar entre nossos povos. A estrutura racista é cruel conosco, e não podemos mais nos calar diante da naturalização desses atos criminosos com o povo preto, indígena, lgbt, pobres e com o meio ambiente, enfim. É um ano difícil para o mundo. Agora, imagine para quem tem minoria de direitos?!? E se no Brasil fosse queimada uma delegacia a cada preto que a polícia mata?”

Vale ressaltar que a coletânea só foi possível devido ao empenho e dedicação de cada pessoa envolvida no projeto que – com muita conversa, disposição, amor e indignação – puderam doar seus tempos, seus trabalhos e suas artes.

Pessoas que, como você, estão revoltadas e indignadas com toda a iniquidade, com todo racismo estrutural, com toda a forma opressiva de que a polícia se utiliza dia após dia, e que tem o objetivo único de lutar por uma sociedade melhor, mais digna, mais inclusiva.

Esse é o nosso projeto.
Esse é o nosso coletivo.
Essa é nossa arte.
Essa é a nossa música.
Essa é a nossa coletânea.
Essa é a nossa luta!

O lançamento será em breve via formato digital, com a ideia de ser lançado em formato físico. Nos acompanhem e apoiem, qualquer duvidas ou informações escrevam para sanguexpreto@gmail.com

Sangue Preto conta com o apoio dos selos: Läjä Records, A Saga, Inside A5, América do Sul e Caustic Recordings.

[FAIXA A FAIXA] Eskrota – T3RROR

  O T3RROR é um álbum filho da pandemia, quando a banda estava parada e apenas compondo à distância. A ideia de fazer um álbum sobre filmes de terror não […]

Leia Mais

[RESENHAS CÁUSTICAS] PRESTO? – S/T (1999)

O hardcore em São Paulo nos anos 90 tem bastante importância e relevância até os dias de hoje. De nomes a Againe e Small Talk passando por No Violence, Paura […]

Leia Mais

[RESENHAS CÁUSTICAS] Bad Brains – Live at CBGB 1982

A 1ª onda do hardcore americano nos trouxe bandas que são influentes até hoje. Citemos nomes como Teen Idles, Black Flag, Circle Jerks e MDC. E uma das pioneiras da […]

Leia Mais

[RESENHA] Losing Touch – Nosedive

Após um hiato de 2 anos desde seu último EP, Losing Touch é o novo material da Nosedive, banda de hardcore de Bauru-SP. São 5 faixas gravadas entre agosto e […]

Leia Mais

[Resenha] Medida provisória

Por: Marco Sartori No teatro de absurdos do Brasil de 2022, rir de nossas próprias desgraças é o melhor remédio. Com isso em mente, Lázaro Ramos adapta uma peça de […]

Leia Mais

[RELEASE] Mar de Lobos – Pancada

A banda de rock alternativo Mar de Lobos, lançou em abril de 2022 seu mais novo álbum intitulado “Pancada”. O álbum aborda todo o contexto da consciência social, questões pessoais […]

Leia Mais